Pergunta

Penso que não há um sujeito soberano, fundador, uma forma universal de sujeito que poderíamos encontrar em todos os lugares. Penso, pelo contrário, que o sujeito se constitui através das práticas de sujeição ou, de maneira mais autônoma, através de práticas de liberação, de liberdade, como na Antiguidade — a partir, obviamente, de um certo número de regras, de estilos, que podemos encontrar no meio cultural.

Respostas

Penso que não há um sujeito soberano, fundador, uma forma universal de sujeito que poderíamos encontrar em todos os lugares. Penso, pelo contrário, que o sujeito se constitui através das práticas de sujeição ou, de maneira mais autônoma, através de práticas de liberação, de liberdade, como na Antiguidade — a partir, obviamente, de um certo número de regras, de estilos, que podemos encontrar no meio cultural.FOUCAULT, M. Ditos e escritos V: ética, sexualidade, política. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

O texto aponta que a subjetivação se efetiva numa dimensão
A legal, pautada em preceitos jurídicos.
B racional, baseada em pressupostos lógicos.
C contingencial, processada em interações sociais.
D transcendental, efetivada em princípios religiosos.
E essencial, fundamentada em parâmetros substancialistas.

Respostas

1

Para Foucault, os sujeitos não são formados “por uma estrutura estabelecida”, portanto não são uma verificação definitiva da universalidade (como os filósofos medievais a chamam), nem é estabelecida por um conjunto de regras de cima para baixo. (independentemente da conformidade legal).

Também não é inteiramente racional, e grande parte de sua criação lida com a ideia de que inclui aspectos da vontade subjetiva que podem ou não estar em conformidade com os padrões moralmente estabelecidos, e que uma determinada subjetividade afeta as interações com os outros.

————————————————————————————————————————–

2

            2a           

limpeza:

aula

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x