Quais são as gerações dos direitos fundamentais?

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Primeiro de tudo você precisa saber que ao invés de falar gerações de direitos fundamentais você também pode falar em dimensões de direitos fundamentais, tanto faz, a doutrina até prefere o termo dimensões de direitos, para sua prova, você precisa saber que são três, as gerações de direitos fundamentais esquematizado irei falar um pouquinho sobre cada uma delas aqui na tela a primeira geração de direitos fundamentais engloba aqueles direitos que tem como valor-fonte a ideia de liberdade, são aqueles direitos que impõe ao estado um dever de abstenção o estado vai deixar de intervir indevidamente na vida privada para garantir liberdade para as pessoas, na primeira geração nós encontramos aqui a liberdade de expressão, liberdade de locomoção, liberdade de associação todos eles direitos relacionados a essa ideia de Liberdade. São Direitos que limitam a atuação do estado, que impõe ao estado o dever de abstenção por isso são chamados direitos de liberdade ou ainda poderíamos falar aqui em liberdades negativas e essa palavrinha negativa não tem nenhum sentido pejorativo, não tá negativo se refere a esse não fazer do Estado, a esse absenteísmo estatal, pois bem, percebi que na primeira geração estão posicionados os direitos civis e também os direitos políticos, na sua prova também pode encontrar uma outra nomenclatura para se referir aos direitos de primeira dimensão, que é o seguinte, os direitos de defesa porque são direitos de terceiros, esse direito protege o indivíduo do arbítrio estatal eles são direitos de defesa dos cidadãos.

Vamos falar agora da segunda geração, a segunda geração de direitos fundamentais são os direitos que tem como valor-fonte a ideia de igualdade aqui a postura do estado é diferente, o Estado ele não vai se abster dia inteiro, ao contrário, aqui o estado é intervencionista aqui há uma atuação positiva do Estado, por meio de políticas públicas vai garantir os direitos de segunda geração para as pessoas, os direitos de segunda geração são os direitos sociais econômicos e culturais, exemplos, direito à saúde, o direito a Previdência Social e educação todos esses são direitos de segunda geração veja que o estado vai por meio de políticas públicas irá garantir saúde para as pessoas, portanto nós temos as chamadas liberdades positivas, porque o estado vai atuar positivamente, oferecendo bens e serviços aos cidadãos por meio de políticas, então quando nós falamos de segunda geração, na hora tem que se lembrar da saúde, da educação, da previdência, lembre-se desse estado intervencionista esse estado prestacional

Sobre a terceira geração de direitos, estão aqueles direitos tem como valor-fonte a ideia de solidariedade de fraternidade, são aqueles direitos que não são titularizados por apenas uma pessoa, são os direitos difusos e coletivos. Exemplo de direito de terceira geração, eu posso apontar como terceira geração direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e os direitos do consumidor, o direito a autodeterminação dos povos, todos os direitos de terceira geração que não são visualizados por apenas uma pessoa mas sim pelo coletivo. Perceba que os grandes valores fonte da primeira, segunda e terceira geração formam no final das contas o lema da revolução francesa liberdade, igualdade e fraternidade ou solidariedade